Presidente foi avisado sobre irregularidades na compra da Covaxin, diz irmão de deputado

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi avisado sobre as irregularidades nas compras das doses da vacina indiana Covaxin. A declaração foi dada por um servidor do Ministério da Saúde, Luis Ricardo Fernandes Miranda, ao jornal O Globo.

Luis Ricardo é irmão do deputado federal governistaLuis Miranda (DEM-DF). De acordo com o servidor do Ministério da Saúde, ele e o presidente Bolsonaro se encontraram pessoalmente para denunciar as suspeitas sobre a importação das doses da vacina. Segundo ele, o presidente se comprometeu a encaminhar as denúncias do encontro do dia 20 de março deste ano para Polícia Federal.

O servidor também disse ter sofrido “pressão anormal” para agilizar o envio da documentação para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mesmo estando incompleta, para pedir a importação da vacina Covaxin. Luis Ricardo é lotado na coordenação logística de insumos estratégicos da Saúde, que cuida da distribuição e recebimento de vacinas.

O depoimento de Luis Ricardo está marcado para a próxima sexta-feira (25) na CPI da Covid. O irmão dele, deputado Luis Miranda, também vai comparecer ao interrogatório. Os dois estiveram no Palácio do Planalto para o encontro com o presidente. A reunião foi registrada por fotos e mensagens que devem ser apresentadas na CPI desta sexta.

Deixe uma resposta