Polícia Civil paranaense recebe de volta inquérito sobre a morte de tesoureiro do PT

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) recebeu de volta nesta terça-feira (19) o inquérito policial sobre a morte do tesoureiro petista Marcelo Arruda, assassinado pelo policial penal federalJorge José da Rocha Guaranho em uma festa de aniversário com temática do PT.

O assassinato ocorreu no sábado (9) em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, depois de uma discussão entre o militante do PT, que era guarda municipal de Foz, e o agente penitenciário.

A pedido do Ministério Público do Paraná (MPPR), a Justiça solicitou urgência na inclusão de perícias pendentes, como a avaliação do celular de Guaranho e as imagens das câmeras de segurança do trajeto feito pelo agente penitenciário antes do crime. Guaranho foi indiciado por homicídio qualificado.O inquérito descartou que o crime tenha motivação política, por entender que não há provas para afirmar que Guaranho atirou em Arruda por questões partidárias. (De O Antagonista).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: