Pedágio pode faturar 254 % a mais, afirma deputado

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PSB) destacou nesta quarta-feira (7) que as concessionárias de pedágio podem faturar 254 % a mais com o novo modelo proposto pelo governo federal. Em 23 anos as seis concessionárias arrecadaram R$ 44 bilhões (em valores atualizados) no Anel de Integração, valor que deve chegar a R$ 156 bilhões em 30 anos das novas concessões.

Os cálculos foram realizados pelo jornal O Paraná, de Cascavel, baseados em dados dos faturamentos anuais das concessionárias repassados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e por informações dos editais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Romanelli alerta que o modelo de pedágio proposto pelo governo federal para os próximos 30 anos tem muitas semelhanças com o sistema atual.

“O Paraná não pode errar mais uma vez, por isso defendemos que a licitação seja pelo menor preço de tarifa, sem a cobrança de taxa de outorga e sem o degrau tarifário de 40 % para as obras duplicadas. Nossa economia não suporta mais tarifas altas que reduzem a competitividade dos nossos produtos”, reforçou Romanelli que é um dos integrantes da Frente Parlamentar sobre o Pedágio.

A receita prevista no modelo proposto pelo governo federal chega a R$ 156 bilhões – R$ 42 bilhões em obras e investimentos e R$ 34 bilhões em serviços de operação das rodovias. “Há quase R$ 80 bilhões que serão distribuídos entre impostos e lucros. É um grande modelo de negócios e, um modelo caro de negócios”, criticou Romanelli

Deixe uma resposta