O conselho de ética do PDT de Curitiba apresentou nesta quarta-feira (15) ao diretório municipal parecer pela expulsão dos vereadores Toninho da Farmácia e Zezinho do Sabará, por desrespeito às orientações partidárias. O parecer será julgado pelo diretório no dia 13 de fevereiro. No total, 95 membros do diretório votarão para definir o futuro dos vereadores.

Apesar de o PDT ser declaradamente de oposição na Capital, os dois parlamentares não só compõem a base do prefeito Rafael Greca (DEM) como votam com o governo, conforme amplamente divulgado pela imprensa. “Desrespeitando orientação e os valores defendidos pelo partido, votaram inclusive a favor do pacotaço do prefeito que promoveu o maior aumento de impostos da história de Curitiba”, informa o presidente da Comissão de Ética, Marcos Feltrin.

A abertura do processo de expulsão faz parte da preparação do PDT para disputa da eleição deste ano, quando não serão mais permitidas coligações proporcionais.