Padre que rezou missa por Lula pede perdão

Protestos indignados de fieis lotaram a página que o Santuário de Nossa Senhora Aparecida mantém no Facebook desde que, no domingo, o padre João Batista de Almeida rezou missa pedindo a libertação de Lula diante de uma romaria formada por militantes do PT (veja o vídeo).

Como a repercussão foi ruim, o próprio padre João Batista foi um dos signatários de uma Nota de Reparação divulgada nesta quarta (23) pela Arquidiocese de Aparecida. No texto, o sacerdote diz: “manifesto meu pesar e peço o perdão de todos que se sentiram ofendidos pela maneira como conduzi a celebração.”

O arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, também pediu perdão aos devotos da padroeira “pelo desapontamento que causamos a todos”.

O texto da Reparação está abaixo:

Nós, Dom Orlando Brandes, Arcebispo da Arquidiocese de Aparecida; Pe. José Inácio de Medeiros, Superior Provincial dos Missionários Redentoristas da Província de São Paulo; Pe. João Batista de Almeida, Reitor do Santuário Nacional de Aparecida, através desta nota, nos dirigimos ao povo brasileiro e, em especial, aos devotos de Nossa Senhora Aparecida. Manifestamos nosso profundo pesar pelo desapontamento que causamos a todos. Pedimos perdão pela dor que geramos à Mãe Igreja, aos fiéis e às pessoas de boa vontade.

Em nossa Ação Pastoral, o Santuário Nacional, a Arquidiocese de Aparecida e a Congregação Redentorista não defendemos uma posição político-partidária, que é contrária ao Evangelho. Estamos sim, em comunhão com o Magistério e com a Doutrina Social da Igreja.

Contudo, eu, Pe. João Batista, Reitor do Santuário Nacional, manifesto meu pesar e peço o perdão de todos que se sentiram ofendidos pela maneira como conduzi a celebração da missa das 14 horas, do último dia 20 de maio. Quero reafirmar meu compromisso com a Arquidiocese de Aparecida, com a Congregação do Santíssimo Redentor, com os colaboradores e voluntários do Santuário Nacional e com todos os que bebem dessa fonte de restauração de vidas.

Encerrando, renovamos nosso pedido de perdão e confiamo-nos à oração de todos. Pois, com a Mãe Aparecida, “tudo o que é quebrado pode ser restaurado”. Queremos continuar fazendo do Santuário Nacional a Casa da Mãe de todo o povo brasileiro.

Interceda por todos nós a Mãe Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, a Mãe da Misericórdia.

 

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Nunca imaginei que o Santuário de Aparecida se prestaria a tamanho descalabro. A missão da igreja é evangelizar, jamais defender criminoso, corrupto e ladrão. Manda esse padreco ir para Cuba ou Venezuela, lá vai ver o que é bom.

  2. Infelizmente ,o padre joão que conduziu a missa pro lula , não representa os católicos e os brasileiros honestos e sim o comunismo ,deveria ser reitor do pt e não da igreja católica .

  3. A verdade que já sabemos é que o comunismo bem representado pelo lacaio Lula, nasceu dentro das instituições católicas, e Basílica de Aparecida temos muitos padres vermelhinhos, lobos vestidos de ovelha que infiltrados na instituição católica pregam a vida, os sacramentos, mas defendem os políticos que pregam a morte, e zombam dos sacramentos. lamentavelmente o perdão que nos católicos temos que dar já foi dado, esperamos que alguém no comando e que tenha juízo excluam da instituição os que estão ali infiltrados e com único objetivo acabar com a igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  4. Deus chamou-os para reunião a respeito e começou dizendo: Vocês me racham a Cara de vergonha. E tascou a penitência: trezentos Pai Nosso e outras tantas Ave-Maria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: