Operação investiga fraudes em São Jerônimo da Serra

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (16), operação para investigar fraudes em licitações na Prefeitura de São Jerônimo da Serra, no Norte Pioneiro do Paraná.

São cumpridos oito mandados de prisão contra servidores da prefeitura e empresários na operação, batizada de “Dejá Vù”. Segundo o Gaeco, um dos alvos é o prefeito da cidade, João Ricardo de Mello (PPS).

Também são cumpridos 43 mandados de busca e apreensão em residências e empresas de suspeitos em envolvimento no esquema.

Além de São Jerônimo da Serra, cidade de 12 mil habitantes, os mandados são cumpridos em Curitiba, Londrina, Cambé, Cornélio Procópio, Assaí, Cruzmaltina e Nova Santa Bárbara.

De acordo com o Gaeco, a Justiça estabeleceu medidas cautelares que afastam o vice-prefeito, Laércio Pereira Correia, e outros dois servidores das atividades. As medidas também impedem que eles frequentem a prefeitura ou mantenham contato com outros servidores.

Segundo o Gaeco, nenhum dos três é alvo de mandados de prisão na ação desta manhã. (Do Gi-Paraná).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: