Onyx Lorenzoni deixa ministério e volta ao Palácio do Planalto

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da República, Jair Bolsonaro, confirmou que vai nomear o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), para a Secretaria-Geral da Presidência. Assim, Bolsonaro abre espaço para um nome ligado ao Centrão assumir a pasta da Cidadania, que comanda, por exemplo, programas com o  Bolsa Família.

“Eu tenho um ministério vago, aqui da Secretaria-Geral, que a previsão é trazer o Onyx Lorenzoni para cá e botar uma outra pessoa no Ministério da Cidadania”.

Bolsonaro, todavia, negou que a mudança nas cadeiras será uma reforma ministerial – que poderia contar com a saída de outros nomes como o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, cuja cadeira poderá ser ocupada pelo líder do governo na Câmara dos Deputados, o paranaense Ricardo Barros (PP).

Onyx Lorenzoni, eleito deputado federal em 2018, iniciou o mandato como ministro-chefe da Casa Civil do governo de Bolsonaro. Após ser sacado do cargo em fevereiro do ano passado, substituído pelo general Walter Braga Netto, o gaúcho passou a ocupar a pasta da Cidadania.

A pasta da Secretaria-Geral, que presta assistência direta ao presidente da República e seu vice, está ocupada interinamente por Pedro Cesar Sousa desde o final do ano passado. (Do Congresso em Foco).

Deixe uma resposta