O pacote policial

Só hoje será conhecido o verdadeiro alcance do novo pacote que Beto Richa mandou a Assembleia aprovar. O anteprojeto será lido no início da sessão desta segunda-feira. O que sabe até o momento é que ele mexe com a Polícia Militar.

Um dos itens, já confirmado pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, diz respeito à tentativa de adiar a aposentadoria dos PMs. O governo acha que ele vão para a reforma muito cedo, aí pelos 50 anos de idade, em plena forma física para continuar na caserna.

A ideia é pagar-lhes um bônus acrescido ao soldo normal para estimular a permanência em serviço. Embora aumente um pouco a despesa na folha de pessoal, a providência adiaria gastos mais pesados na previdência.

Outro item vai ajudar o governo a adiar concursos de ingresso para novos policiais: policiais já aposentados poderiam, voluntariamente, se apresentar nova à PM para prestar serviços internos, administrativos, com um pequeno ganho adicional. Os da ativa, que hoje estão na administração, seriam colocados para trabalhar nas ruas, dispensando o governo de chamar gente nova.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: