“O governo e a sociedade paranaense não aceitam o modelo híbrido do pedágio”, diz deputado

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Líder do governo na Assembleia Legislativado Paraná (Alep), o deputado Hussein Bakri (PSD) voltou a se manifestar contra o modelo híbrido proposto pelo Governo Federal para a nova modelagem do pedágio no Paraná. Segundo ele, o governador Ratinho Junior (PSD) tem uma posição clara sobre o tema: transparência nos contratos, tarifas mais baixas e obras já nos primeiros anos.

“Chega do pedágio mais caro do Brasil a R$ 23, desse assalto à mão armada. Estamos esperado o fim dessa vergonha há muitos anos e vai chegar o dia de nos livramos do atual modelo do pedágio”, afirmou em audiência virtual da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, na manhã desta sexta-feira (26).

“Tudo está caminhando no seu tempo. A sociedade paranaense não quer o modelo híbrido e o Governo do Estado está trabalhando nesse sentido. Se para isso tiver de acontecer algo mais forte, vai acontecer. O Governador está decidido e, para isso, também conta com a interlocução junto ao Governo Federal da nossa bancada de deputados e senadores em Brasília. É preciso sensibilizar o Presidente da República para que diminua a carga em cima do Paraná, afinal de contas é o Ministério da Infraestrutura quem está propondo o modelo híbrido”, afirmou Hussein Bakri

Deixe uma resposta