Ministério da Saúde exonera diretor do departamento de Logística

Em meio ao escândalo da Covaxin, o Ministério da Saúde informou  na noite desta terça-feira (29) que Roberto Dias está exonerado do cargo de diretor de Logística da pasta. Dias é apadrinhado do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara dos Deputados.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o representante da empresa de vacinas Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, disse ter recebido pedido de propina de US$ 1 por dose. A proposta teria partido de Roberto Dias, durante um jantar em um restaurante de Brasília em 25 de fevereiro.

Eis nota divulgada pelo Ministério da Saúde:

“O Ministério da Saúde informa que a exoneração de Roberto Dias do cargo de Diretor de Logística da pasta sairá na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (30). A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira (29).” (De O Antagonista).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui