Mesmo sem indicar vice, PSB deverá apoiar Lula

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
O PSB deve apoiar a candidatura presidencial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mesmo que não participe formalmente de uma aliança com o PT. A declaração foi feita pelo presidente do PSB, Carlos Siqueira,

que admite dificuldades para a oficialização de uma chapa entre os dois partidos, mas dá como praticamente certo o apoio da legenda ao petista em 2022.

“Nas circunstâncias atuais, com essa polarização que tende a se confirmar, nós podemos apoiar Lula, pelo nosso compromisso com a democracia, para derrotar Bolsonaro”, disse Siqueira ao portal Congresso em Foco.

Segundo ele, a consolidação de uma chapa, com Lula como candidato a presidente e Geraldo Alckmin como vice, depende do PT, que resiste a abrir mão de candidaturas em Estados considerados fundamentais pelo PSB.

“A expectativa é que exista a aliança. Não estamos condicionando o apoio a Lula, estamos quase empurrados a isso. Dentro dessa polarização, vamos apoiá-lo por compromisso com o país. O tipo de aliança depende da negociação que vamos ter com eles, o que até agora não progrediu. Em todos os lugares continua o impasse.”

O PSB cobra do PT apoio aos seus candidatos a governador em Pernambuco, São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro. “Se o PT resolver lançar candidaturas nesses Estados, podemos até apoiar Lula sem aliança. Não vamos condicionar. Nosso apoio hoje é incondicional nas atuais circunstâncias”, ressaltou o dirigente partidário. (Do Congresso em Foco).

Deixe uma resposta