Justiça Eleitoral suspende pesquisa Big Data em Curitiba

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

MDB e PDT entraram com representação e a Justiça Eleitoral impugnou a pesquisa de intenção de votos para prefeito de Curitiba realizada pelo instituto Real Time Big Data. O levantamento seria divulgado nessa segunda-feira (19).

Na ação do MDB, protocolada no sábado (17), o partido aponta irregularidades na amostragem dos entrevistados, que podem ser enquadrados em mais de uma faixa de renda por falhas no questionário aplicado, além de levar o entrevistado ao erro ao confundir renda individual com renda familiar. Ainda não houve decisão liminar a respeito da ação.

A Justiça Eleitoral impugnou a pesquisa por conta a ação movida pelo PDT que apontou as mesmas irregularidades. Na decisão, o juiz da 145ª Zona Eleitoral de Curitiba, Marco Vinícius Schiebel, considerou que os documentos apresentados pelo instituto dificultam a fiscalização por parte dos partidos e coligações.

“É imperioso gizar que a lei determina que os institutos de pesquisa desempenhem suas atividades com rigor e seriedade possíveis, permitindo aos Partidos Políticos e Coligações exercer plena fiscalização no tocante a essa modalidade que tem se tornado o mais importante instrumento de propaganda política no País”, afirmou.

Além da impugnação da pesquisa, ficou fixado o valor de R$ 50 mil por dia caso seja divulgada, além de permitir o PDT à acessar o sistema interno de controle e fiscalização para maiores averiguações.

Deixe uma resposta