Greca e Fruet em novo bate boca

Mais de dois anos após a eleição e já tendo cumprido pouco mais da metade do seu mandato, o prefeito Rafael Greca ainda não esqueceu de seu antecessor, Gustavo Fruet, hoje deputado federal. Em ato de entrega de ônibus novos comprados pelas empresas concessionárias, o prefeito afirmou que encontrou uma frota sucateada por “decisão política” de Gustavo.

O ex-prefeito não gostou da acusação e foi ao Facebook nesta quarta-feira (13) para devolver a crítica. Escreveu:

O atual gestor de Curitiba, que garantiu que a cidade tenha a maior tarifa técnica do país, mais uma vez mente!

Acaba de afirmar, durante cerimônia de entrega de seis ônibus, que está renovando a frota que ficou sucateada por “decisão política” do seu antecessor.

Importante restabelecer a verdade:

1 – Durante nossa gestão, os empresários conseguiram uma decisão judicial que os desobrigava de renovar a frota.

2 – Para liberar a renovação da frota, o atual gestor da cidade fez um acordo com os empresários e os liberou de pagar R$ 50 milhões em multas, que foram aplicadas durante nossa gestão por descumprimento dos indicadores de qualidade.

3 – A tão comemorada renovação da frota está abaixo do previsto em contrato e do prometido na campanha.

2019-03-14T08:42:34-03:00 13 março - 2019 - 10:33|Brasil, Paraná, Política|7 Comentários


7 Comentários

  1. Zangado 13 de março de 2019 em 11:47 - Responder

    Liberar multa milionária ? Huuum. Não cumprir contratos com prejuízo dos usuários ? Huumm. Que feio, prefeito!

    • Raphael 13 de março de 2019 em 12:24 - Responder

      Uma das razões que nosso país não vai pra frente: ninguém é obrigado a cumprir nada, basta conseguir um “acordo” com o político da vez para se ver livre das multas. Lei, neste país, desde sempre, não é feita para cumprir. Quem não se lembra da história da lei feita para “inglês ver” no período regencial?

  2. JuniJú 13 de março de 2019 em 12:43 - Responder

    Esses dois estão há tempos com a validade vencida.

  3. Quinto Elemento do Mossungão 13 de março de 2019 em 13:04 - Responder

    Teve 4 longos anos pra abrir a caixa preta, apoio do governo federal, e não fez por quê?

  4. Beato Salú 13 de março de 2019 em 15:31 - Responder

    Quinto Elemento, acaso tirastes um tempo para ler o relatório da CPI do Transporte Público, ocorrida na legislatura que acompanhou a gestão Fruet? Vale a pena. Segue link:
    https://www.cmc.pr.gov.br/docs/RELATORIO_final_CPI_TRANSP_CTBA_26-11-2013.pdf

    Será que Greca teria a mesma postura de Fruet, se a Câmara de Vereadores resolvesse remexer nesse contrato?

    • Allan Dumont 13 de março de 2019 em 20:31 - Responder

      200 páginas que dizem o que já sabemos e papel aceita tudo neh. O problema está naquilo que não vemos, nas reuniões à luz de velas em country clubs.

  5. Beato Salú 14 de março de 2019 em 09:55 - Responder

    Allan Dumont, não se tem notícias de Fruet em conversas no Country. Já o atual alcaide… E se em 200 páginas foi dito o que já sabemos, cadê a continuidade do trabalho, para que os erros sejam eliminados e o benefício real para a população aconteça?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta