Greca: bandeira amarela não significa plena normalidade

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Dois dias depois de anunciar que Curitiba  retomará a bandeira amarela, o prefeito Rafael Greca (DEM) postou nesta segunda-feira (17) vídeo para pedir que os curitibanos mantenham todas as medidas sanitárias de combate ao coronavírus. No último sábado (15), na Capela Nossa Senhora da Glória, Greca chegou a dizer que a capital paranaense estaria sendo devolvida à normalidade, mas reforça agora a situação de alerta pelo qual a cidade vai enfrentar até a produção de uma vacina.

“A boa notícia é que o nível de infecção por coronavírus na nossa cidade caiu a ponto de nos permitir assinar o decreto de bandeira amarela, mas isso não quer dizer que tudo está permitido. Nós teremos que manter cautelas sanitárias: o álcool em gel, o lavar as mãos e a máscara serão nossos companheiros até a vacina surgir. Viva Curitiba, cidade inteligente que mantém cautelas sanitárias”, disse o prefeito no vídeo postado no Facebook.

Curitiba deve afrouxar um pouco mais as atividades econômicas, principalmente aos fins de semana, mas em declaração para a imprensa, Greca disse que a bandeira amarela não significa plena normalidade. “A luta contra o vírus continua e só vai acabar com uma vacina eficaz. Nós tomamos a decisão de voltar para o alerta amarelo após o Comitê Curitibano de Técnica e Ética Médica constatar uma queda de 20% do número de novos infectados e queda consistente de 20% no número de óbitos. Também foi verificada a disponibilidade de leitos clínicos e de UTI, além da redução na cadeia de transmissão do vírus. Se nos momentos piores, a transmissão foi de uma pessoa para quatro, agora está com índice menor que um”, explicou.

Greca ainda reforçou o pedido para que pacientes do grupo de risco, em especial idosos e com doenças crônicas, permaneçam em casa. (Banda B).

 

Deixe uma resposta