Governo federal garante financiamento ao projeto do novo Inter 2

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Despacho do secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues Junior, publicado nesta segunda-feira (16) no Diário Oficial da União (DOU), autorizou a garantia do governo federal ao financiamento de US$ 106,7 milhões para o novo Inter 2 (Projeto do Aumento da Capacidade e Velocidade da Linha Direta Inter 2). A assinatura do contrato de operação de crédito entre o município e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), organismo financiador, deverá ocorrer ainda neste mês de novembro, com data a ser marcada.

“Curitiba segue em frente. Cumprindo todas as exigências legais, damos andamento à inovação do transporte e às grandes obras que vão gerar empregos em nossa cidade”, afirma o prefeito Rafael Greca.

A aprovação do financiamento a Curitiba pela órgão vinculado ao Ministério da Economia se dá com base em pareceres da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, que apontam que Curitiba atendeu a todas as exigências previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal e aos requisitos legais e normativos para contratação da operação de crédito com aval da União. A contratação dos recursos por Curitiba para o projeto do novo Inter 2 já havia sido aprovada pelo Senado Federal em (2/7), quando a cidade também obteve o aval para os recursos do projeto de Gestão de Risco Climático Bairro Novo do Caximba.

Os primeiros lotes dos projetos executivos do Inter 2 já foram contratados e estão em execução. No total, o novo Inter 2 contará com US$ 133,4 milhões em investimentos, dos quais US$ 106,7 em recursos do BID e US$ 26,7 milhões em contrapartidas municipais.

O empreendimento tem potencial para gerar 34,8 mil postos de trabalho na cidade, entre empregos diretos, indiretos e induzidos, ao longo dos próximos cinco anos.

O novo Inter 2 representa o início do processo de inovação do sistema de transporte público de Curitiba, com a inserção de veículos elétricos, a melhoria da infraestrutura viária e de equipamentos para o aumento da velocidade operacional e a ampliação da capacidade do Ligeirinho Inter 2 e do Interbairros II, dos atuais 155 mil transportados diariamente pelas duas linhas para 181 mil passageiros/dia.

Hoje a Linha-Direta Inter 2 transporta por dia 91 mil passageiros e o Interbairros II, 64 mil. As linhas percorrem itinerário circular de cerca de 38 quilômetros de extensão que passa por 28 bairros onde se concentram 580 mil habitantes.

O novo Inter 2 irá operar em estações modernas e intermodais (em substituição das atuais estações-tubo). As estações serão climatizadas e autossustentáveis do ponto de vista energético, sendo cada unidade equipada com placas fotovoltaicas, como prismas solares.

O protótipo do Prisma Solar do novo Inter 2 será implantado na Estação Agrárias, no bairro Cabral, em frente a Universidade Federal, centros de pesquisa e órgãos públicos. Os Termos de Referência ao projeto e implantação desta estação estão finalizados e o edital de licitação deverá ser publicado em breve. (SMC).

 

Deixe uma resposta