Francischini garante que Curitiba será referência nacional em saúde pública

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Com a pandemia do novo coronavírus, a saúde pública virou uma das prioridades a curto prazo para o candidato a prefeito de Curitiba Fernando Francischini (PSL). Ele garantiu, ao lado de sua vice, a doutora Letícia Pan, que a capital paranaense será transformada em referência nacional nesta área.

Os projetos para a saúde partem de alguns pilares estratégicos como: telemedicina, saúde 24h, pronto-socorro odontológico, centro de especialidades, cirurgias eletivas, novo modelo de remuneração, ampliação da rede de atendimento de urgências e emergências e outros.

Na visão do candidato, eles farão de Curitiba referência em atendimento de qualidade, acessibilidade, inovação e confiabilidade das ação. E isso virá atrelado a valores como inovação, equidade, ética, respeito, transparência, comprometimento e eficiência.

“A saúde pública será um desafio. No entanto, com boa gestão e visão, é possível passar por esta fase e ainda plantar frutos para um serviço de muita eficiência, que impacte positivamente a vida dos curitibanos”, afirma.

A doutora Letícia Pan é especialista em gestão da saúde, com MBA Executivo na área no renomado Hospital Albert Einsten. Além disso, Letícia atuou como chefe de planejamento do Hospital da Polícia Militar do Paraná.

Ações pela saúde curitibana – A telemedicina é um dos pontos chaves da gestão de Francischini. Essa é uma área da telessaúde que permite a interpretação de exames e emissões de receitas e laudos médicos de forma não presencial.

Já o Saúde 24h será um programa destinado à ampliação da oferta de consultas e exames eletivos, em horários alternativos.

Ainda dentro do Saúde 24h, Francischini destaca um serviço que Curitiba ainda não tem: um Pronto-Socorro Odontológico.

Outra proposta são os Centros de Especialidades, que serão disponibilizados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). O objetivo é implantar o serviço de atendimento às especialidades ambulatoriais destinadas a consultas eletivas e à realização de exames complementares eletivos, inclusive exames de imagem.

Francischini também quer criar o Cronograma de Cirurgias Eletivas do Município, que deverão ser realizadas nos hospitais públicos e nos hospitais subcontratados para esta finalidade, buscando zerar as filas existentes.

Ele também pretende mudar o modelo de remuneração, que atualmente paga por serviços. O candidato quer que a remuneração seja por qualidade do serviço prestado.

As propostas na área de saúde também contempla a ampliação da rede de atendimento de urgências e de emergências no município, com maior integração entre SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e SIATE (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência).

Deixe uma resposta