Áudios mostram vereadora Fabiane pedindo dinheiro a assessoras

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Conversas gravadas por ex-assessoras e que fazem parte das investigações do esquema de “rachadinha” no gabinete da vereadora Fabiane Rosa (PSD), de Curitiba, mostram a parlamentar  pedindo parte do salário das funcionárias.

“Vocês têm os salários maiores do gabinete… Eu quero pedir que vocês também colaborem ai com um valor todo mês porque eu não tenho o que fazer, não tenho o que fazer”, disse a vereadora em uma conversa gravada por assessoras em 2018, segundo as investigações do Ministério Público do Paraná (MPPR).

As assessoras também apresentaram ao MPPR vídeos que mostram o dinheiro sendo entregue à vereadora. Segundo o MPPR, pelo menos dez ex-assessores repassaram parte dos salários à vereadora. Os pagamentos, de acordo com os depoimentos das assessoras, variavam de R$ 1,5 mil a R$ 2,5 mil. As assessoras foram demitidas ainda em 2018.

A causa – Na conversa, Fabiane Rosa afirma que o dinheiro será destinado à causa animal, principal plataforma defendida por ela na Câmara Municipal de Curitiba.

Assessora: “Mas me admira você falar isso porque a tua fala era totalmente contra. Agora é tudo normal?”

Fabiane Rosa: “Não, não é normal. Mas, é… Mas é a causa.”

Assessora: “Isso é corrupção, isso não é normal”

Fabiane Rosa: “Pois é, mas isso é a causa, né?”

Assessora: “Não é, você não está pedindo para causa, você está pedindo pra você.”

Fabiane Rosa: “Não, eu to pedindo pros meus cachorros.”

Na gravação, a assessora contesta que o dinheiro seja para os animais, e diz que não tem condições de fazer os repasses de parte do salário.

Assessora: “Eu não concordo. Eu acho que é corrupção. Se é normal pra todo mundo fazer, pra mim não é. Tua fala era totalmente contra isso.”

Fabiane Rosa: “(Inaudível) pra pedir exoneração, aí fica a seu critério. Fica a teu critério, se você acha… Eu também acho errado. Eu também acho errado, mas na situação que eu estou…

Assessora: “Mas se isso… Se é o que você quer, você vai ter que fazer isso mesmo, porque eu não tenho a menor condição de te passar a metade.

Fabiane Rosa: “Tudo bem, então tudo bem… Pois é, mas eu… eu posso conseguir alguém que, por esse cargo, me passe a metade.

Áudios mostram vereadora Fabiane pedindo dinheiro a assessorasVídeos – As assessoras também gravaram imagens, em 2018, delas dando o dinheiro á vereadora. As imagens, de dentro do gabinete de Fabiane Rosa na Câmara Municipal de Curitiba, mostram uma assessora de pé contando as notas e entregando o dinheiro à vereadora, que está sentada.

Para o MPPR, os vídeos mostram as funcionárias do gabinete repassando parte dos salários à vereadora.

Fabiane Rosa foi presa pelo Gaeco no dia 17 de julho e levada à Penitenciária Feminina.  No dia 7 de agosto. Fabiane foi denunciada pelo Ministério Público pelos crimes de concussão e peculado. E na última terça-feira (11), a justiça determinou que ela ficasse em prisão domiciliar

Esclarecimentos – A defesa de Fabiane disse, por meio de nota, que cada ponta da denúncia será devidamente esclarecida durante o processo, e que os denunciantes apresentaram trechos de conversas fora de contexto e forjaram situações para incriminar a vereadora.

A defesa de Fabiane afirmou que provas documentais e testemunhais da inocência da vereadora serão entregues à Justiça. (Do G1 Paraná).

 

Deixe uma resposta