Deputado apela ao Governo Federal pelo fim das cheias em União da Vitória

O deputado estadual Hussein Bakri (PSD) e o vice-governador Darci Piana (PSD) recepcionaram em União da Vitória, nesta quarta-feira (1º), o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, e o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, para tratar de ações de enfrentamento à enchente. Na reunião, o parlamentar e líder do Governo na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) fez um apelo para que o Governo Federal ajude o Estado eo  município na construção de uma solução definitiva para as cheias do Rio Iguaçu.

“Gostaríamos de receber os senhores aqui em outras circunstâncias. No entanto, essa vinda é importantíssima para demonstrar o respeito do Governo Federal pelo Sul do Paraná, e para juntos buscarmos uma solução definitiva em relação às cheias do Rio Iguaçu, que seja ambientalmente correta, tecnicamente executável e financeiramente viável. O poder público estadual e municipal continuará prestando todo o apoio necessário às famílias e empresas afetadas pelas chuvas agora e sempre que for necessário. Mas União da Vitória não aguenta mais viver o medo de o Rio Iguaçu subir e inundar grande parte da cidade quando se anunciam grandes temporais”, desabafou Bakri.

O deputado ressaltou que uma comitiva do Instituto Água e Terra (IAT) fez uma vistoria em União da Vitória na semana passada e, nos próximos dias, irá assinar um Termo de Referência para a contratação de um anteprojeto em busca da melhor modelagem para amenizar as enchentes e os alagamentos. “O apoio do Governo Federal será fundamental para colocar em prática o estudo que for definido, porque sabemos que é uma obra de custo bastante elevado”, afirmou o deputado.

“O novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) tem recursos específicos para obras de prevenção a desastres. E precisamos atuar muito nesse sentido, porque esse volume de chuvas irá se repetir nos próximos dois anos. É evidente que precisamos trabalhar na resposta imediata de auxílio aos afetados pela enchente, mas não podemos deixar de criar políticas públicas conjuntas de prevenção a eventos futuros. E essa união das forças políticas que vimos aqui hoje é fundamental para que isso aconteça”, afirmou o ministro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: