David Uip: “Presidente, por favor, me respeite e respeite o meu direito à privacidade”

O médico infectologista David Uip, de São Paulo, afirmou na manhã desta quarta-feira (8)  que respeitou o direito do presidente Jair Bolsonaro não divulgar o resultado de seu exame para Covid-19 e pediu que tivesse o direito à privacidade respeitado pelo presidente.

“Eu respeitei o seu direito de não revelar o seu diagnóstico. Respeite o meu direito de não revelar o meu tratamento. Eu nunca revelei tratamento dos meus pacientes, eu nunca revelei doenças dos meus pacientes sem ser autorizado. Presidente, por favor, me respeite e respeite o meu direito de privacidade”, disse.

Como se sabe, o presidente publicou nas redes sociais uma pergunta dirigida ao médico: “O médico David Uip tomou, ou não, HIDROXICLOROQUINA para se curar?” Uip contraiu o vírus e chegou a ser hospitalizado.

O infectologista disse ainda que foi ele quem sugeriu ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ampliar os casos em que é permitido o uso da hidroxicloroquina, mas ressaltou que o medicamento tem efeitos colaterais.

“A cloroquina não é um remédio inócuo. Ela tem efeitos adversos cardíacos, hepáticos e visuais. Então, é um medicamento que tem de ser usado com critérios e cuidado, sob a observação do médico que o prescreveu”, observou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: