Coaf investiga advogado da família Richa

O Coaf abriu investigação sobre o que considerou como “movimentações atípicas” nas contas bancárias do advogado curitibano Eduardo Sanz, segundo revela a colunista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo. O órgão de inteligência financeira, vinculado ao ministério da Justiça, não informa as razões da investigação, mas a OAB/PR já entrou na defesa do profissional.

“Um advogado só poderia ter o sigilo de suas operações financeiras quebrado caso estivesse sendo formalmente investigado —o que não é o caso. Advogado não é criminoso”, diz o presidente da OAB paranaense, Cássio Telles. Enquanto isso, a OAB nacional já pediu audiência do ministro Sérgio Moro na tentativa de buscar esclarecimentos.

Eduardo Sanz vem atuando na defesa do ex-governador Beto Richa e de sua mulher, Fernanda Richa, em várias dos processos que correm contra eles em razão das operações desencadeadas pelos ministérios públicos Estadual e Federal e ações que tramitam nos tribunais.

5 COMENTÁRIOS

  1. Será que a Jeripoca vai piar para o lado do Queiroz e do filho do Bolsonaro? Ou a Jeripoca só pia para os que não são amigos do Rei? Em vez de República de Curitiba podemos chamar de Monarquia de Curitiba?

  2. Tá na hora dos corruptos se acostumar com um novo Brasil.

    E isso serve a quem faz oposição a Lava jato e ao Sérgio Moro.

    E serve também para toda e qualquer pessoa que esteja atrapalhando os planos da ditadura jurídica.

    E aproveitem enquanto a coisa está calma!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: