Caminhoneiros querem a retirada urgente do projeto da BR do Mar

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Caminhoneiros querem a retirada urgente do projeto da BR do MarUm dos líderes do movimento nacional dos caminhoneiros, Wallace Landim, conhecido como Chorão, enviou um carta ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, solicitando a retirada “urgente” do Congresso Nacional do projeto de lei da BR do Mar.

Em agosto, o governo federal enviou para o Congresso, em caráter de urgência, um projeto de lei chamado de BR do Mar, destinado a estimular a navegação de cabotagem . O projeto tem como finalidade principal estimular o transporte de mercadorias internamente e aumentar a competitividade industrial do país. Pelas contas do governo, o projeto, se aprovado, deve aumentar a carga movimentada de 1,2 milhão de contêineres para 2 milhões em três anos.

Na carta, obtida pelo blog O Antagonista, Chorão diz que a categoria não é contra o projeto de lei, mas a proposta tem “questões que afetam diretamente os transportadores autônomos”.

“Ministro, somos nós que fazemos este transporte, e não fomos chamados à mesa para essa discussão. Somos a categoria que será diretamente impactada e que na prática terá seu trabalho ceifado.” De acordo com Chorão, a BR do Mar afetará o transporte de carga por caminhoneiros em longa distância, “fatia do mercado de transporte rodoviário muito importante”, com impacto de cerca de 40% nos trabalhos.

“Diante dos fatos e fundamentos amplamente expostos, pedimos que o Governo retire a urgência Constitucional do PL 4.199/20, de forma que a categoria dos caminhoneiros autônomos possa ser ouvida e discutir, sem pressa, e com elevado nível técnico, a matriz de transpores do país, contemplando a navegação de cabotagem, garantindo a concorrência.”

 

1 comentário em “Caminhoneiros querem a retirada urgente do projeto da BR do Mar”

  1. É o fim da picada! Então as soluções estratégicas do país não podem atingir as reservas de mercado? Alguém tem que avisar esse sindicato que além do transporte de cabotagem, eles também terão que disputar o mercado com o transporte ferroviário! Eles deveriam saber que o transporte por caminhões é o mais caro, e o mais sensato seria fazer uma carteira pra navio!

Deixe uma resposta