Câmara aprova requerimento que pede a prorrogação do auxílio emergencial em Curitiba.

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
A Câmara Municipal de Curitiba aprovou a sugestão de ato administrativo proposto pelo vereador Dalton Borba (PDT), para que o município realize estudos de viabilidade econômica para prorrogar o pagamento do Auxilio Emergencial Alimentar, que é destinado a mais de 34 mil famílias em situação de vulnerabilidade social no município.

O auxílio alimentar disponibiliza créditos no valor de R$ 70 reais, para que famílias em risco social, atendidas pelos Centros de Referência da Assistência Social, e inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (cadÚnico), possam comprar alimentos, itens de higiene e limpeza, em um dos 34 armazéns da família de Curitiba.

A última parcela do auxílio, com valor maior devido ao período natalino, R$ 100 reais, foi liberada pela prefeitura no início deste mês, mas ainda não há nenhuma definição sobre a continuidade do benefício voltado às famílias em situação de extrema pobreza em 2022. “As consequências da crise econômica e social desencadeadas pela pandemia da Covid 19, ainda devem continuar por um longo período, e atingem, principalmente as famílias mais pobres, em situação de vulnerabilidade social ”, afirma Borba.

No pedido, o vereador destacou que é preciso garantir a manutenção do direito à alimentação segura, a saúde e a qualidade de vida, enquanto preceitos da Constituição federal. “É necessário que o executivo analise a possibilidade de prorrogar esse auxílio emergencial, para garantir a manutenção do benefício no valor de 100 reaisem 2022, para às famílias que mais precisam, e estão em situação de risco ou insegurança alimentar no nosso município”, conclui.

 

Deixe uma resposta