Bolsonaro revoga decreto da privatização das unidades básicas de saúde

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Bolsonaro revoga decreto da privatização das unidades básicas de saúdeDiante da ampla repercussão negativa acumulada durante o dia, o presidente Jair Bolsonaro decidiu na tarde desta quarta-feira (28) revogar o decreto que autorizou a realização de estudos de modelagem para Parcerias Público-Privadas (PPP) na construção e gestão de Unidades Básicas de Saúde. O decreto havia sido publicado hoje com as assinaturas do presidente e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Ele escreveu no Facebook que a narrativa de privatização do SUS é falsa e que o espírito do decreto era permitir encerrar obras inacabadas.

“Temos atualmente mais de 4.000 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 168 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) inacabadas. Faltam recursos financeiros para conclusão das obras, aquisição de equipamentos e contratação de pessoal.”

 

 

Deixe uma resposta