O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou a lei nº 20.019, que institui a data de 19 de setembro como o Dia Estadual e a Semana Estadual de Conscientização sobre o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). A proposição é do deputado estadual Luiz Carlos Martins (PP), que estabelece que, na semana em que a data cair, diversas ações serão desenvolvidas em todo o estado a fim de informar a população sobre a necessidade do diagnóstico precoce de TDAH, bem como traçar estratégias e possibilidades de tratamento.

De acordo com Martins, a proposta serve como alerta à sociedade e aos órgãos estaduais de Saúde sobre as consequências do transtorno neurobiológico de causas genéticas, que aparece na infância. Entre seus sintomas estão a desatenção, inquietude e impulsividade.

“Esta proposição foi feita a partir do pedido de um ouvinte da Rádio Banda B, que tem um filho diagnosticado com TDAH. Esta doença é uma das principais causas do baixo rendimento escolar entre estudantes. Médicos estimam, que de cada quatro diagnósticos em crianças, apenas um está correto. É preciso esclarecer e conscientizar”, diz Martins.

O que é – O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e freqüentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Ele é chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Em inglês, também é chamado de ADD, ADHD ou de AD/HD.

O transtorno Ele é reconhecido oficialmente por vários países e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em alguns países, como nos Estados Unidos, portadores de TDAH são protegidos pela lei quanto a receberem tratamento diferenciado na escola.

Ele é o transtorno mais comum em crianças e adolescentes encaminhados para serviços especializados. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças, em várias regiões diferentes do mundo em que já foi pesquisado. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos.

O TDAH se caracteriza por uma combinação de dois tipos de sintomas:

1) Desatenção e 2) Hiperatividade-impulsividade.