Ação sigilosa monta dossiê contra policiais e professores antifascistas

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

A Secretaria de Operações Integradas (Seopi), órgão do Ministério da Justiça, montou um dossiê sobre policiais e professores contrários ao presidente Jair Bolsonaro que integram grupos antifascistas. A informação é de Rubens Valente, do portal Uol, e foi divulgada na tarde desta sexta-feira (24).

Segundo a reportagem, 579 servidores federais e estaduais de segurança, e três professores universitários aparecem numa lista montada em junho pelo Seopi, em meio ao avanço das mobilizações antifascistas no país.

O primeiro documento do órgão foi nomeado “Ações de Grupos Antifa e Policiais Antifascismo” e se baseia no manifesto “Policiais antifascismo em defesa da democracia popular”, subscrito por 503 agentes, mas leva em conta a participação nas redes e em atos.

“Verificamos alguns policiais formadores de opinião que apresentam número elevado de seguidores em suas redes sociais, os quais disseminam símbolos e ideologia antifascistas”, diz trecho do relatório .

O texto cita ainda um manifesto produzido em 2016, contra o golpe sofrido por Dilma Rousseff, chamado “Manifesto de policiais pela legalidade democrática”.

Entre os professores, apontados como formadores de opinião, estão o ex-secretário nacional de Direitos Humanos e atual relator da ONU sobre direitos humanos na Síria, Paulo Sérgio Pinheiro, o cientista político Luiz Eduardo Soares e Ricardo Balestreri, ex-presidente da Anistia Internacional no Brasil e secretário no governo do Pará.

A matéria de Rubens Valente aponta que o Seopi passou a ganhar status de “inteligência” a partir de um decreto do presidente Jair Bolsonaro publicado em janeiro de 2019 e que não submete todos os relatórios a acompanhamento judicial. (Fórum).

 

2 comentários em “Ação sigilosa monta dossiê contra policiais e professores antifascistas”

  1. Oi ministério da justiça está investindo dinheiro público em lista de desafetos? O TCU está em silêncio ou agora vai ser possível enquadrar opositores?!!!

Deixe uma resposta