Início Política Suspensa a convocação de presidente de ONG em CPI na Alep

Suspensa a convocação de presidente de ONG em CPI na Alep

Informa a jornalista Catarina Scortecci, da Gazeta do Povo, que o desembargador Rabello Filho, do Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná, suspendeu liminarmente o depoimento do presidente da ONG Vigilantes da Gestão Pública, Sir Carvalho, no âmbito da CPI das ONGs, em andamento na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) . A ida de Carvalho estava marcada para terça-feira (3), às 10 horas, mas ele entrou com um Habeas Corpus no TJ contestando a convocação, e com o pedido de liminar para cancelar a data.

A ONG é autora de um mandado de segurança, ainda em trâmite no TJ, no qual contesta a inclusão da Vigilantes da Gestão Pública no rol de entidades que se tornaram alvos da CPI, que foi instalada em agosto do ano passado na Alep para investigar mau uso de verbas públicas e funcionamento irregular de ONGs. Para Sir Carvalho, segundo a jornalista, trata-se de “retaliação”. A Vigilantes da Gestão Pública é autora de 16 ações civis públicas nas quais contesta gastos de alguns deputados estaduais com a verba de ressarcimento. Entre os réus está o deputado estadual Ricardo Arruda, que está à frente da CPI. Mas o parlamentar nega retaliação e informa que a comissão de inquérito “possui seu fato determinado, e apresentará em momento oportuno”. (Gazeta do Povo).

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile