Alvo de operação de busca e apreensão determinada pela justiça e cumprida pelo Gaeco, o ex-deputado Alexandre Guimarães (2014-2018) pediu exoneração do cargo de sub-chefe da Casa Civil do governo Ratinho Jr. O pedido foi encaminhado esta manhã (20) logo após a execução da ordem judicial.

Guimarães é investigado por suposta participação num esquema de liberação irregular de alvarás de construção a partir da prefeitura de Campo Largo. Funcionários do Instituto Ambiental do Paraná também estão na lista.

Em nota, o Palácio Iguaçu informou:

O Governo do Paraná informa que o assessor especial, Alexandre Guimarães, foi exonerado a pedido nesta terça-feira (20). A exoneração foi solicitada pelo ex-deputado estadual para que possa se dedicar à sua defesa na investigação realizada pelo Ministério Público do Paraná e que diz respeito ao período em que foi secretário municipal de Campo Largo.