Romanelli condena volta do aumento no pedágio das três praças no Norte Pioneiro

O deputado Romanelli (PSB) condenou nesta quarta-feira, (5) o aumento do pedágio nas praças de Jacarezinho, Jataizinho e Sertaneja exploradas pela Econorte na BR-369 no Norte Pioneiro. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre (RS), determinou liminarmente em 21 de janeiro, a redução das tarifas em 25,77%. Agora, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em comunicado da própria concessionária, suspendeu a decisão do TRF4 e as tarifas voltam aos valores sem a redução, a partir de  zero desta quinta-feira (6)

Os valores das tarifas voltam a R$ 22,70 (Jacarezinho), R$ 24,60 (Jataizinho) e R$ 21,10 (Sertaneja). “É mais uma vergonha, um absurdo e um tapa na cara dos paranaenses. A redução das tarifas, que já são as mais caras do Brasil, valeu por 15 dias. Agora uma nova decisão do STJ e volta tudo como estava antes. Isso é mais um descalabrado sem precedentes, mas não vamos desistir e vamos continuar lutando contra as cobranças abusivas do pedágio no Paraná”, disse Romanelli.

O deputado reafirma que vale a pena defender “o dinheiro suado dos paranaenses” que utilizam as rodovias pedagiadas no estado. “Quando serão devolvidos aos paranaenses os R$ 4 bilhões cobrados ilegalmente na praça de pedágio de Jacarezinho no Norte Pioneiro? Essa praça não estava prevista no contrato original. E quando as concessionárias vão fazer as obras de duplicação, entre outras, que também estavam previstas no contrato?”, questiona.

Romanelli ainda atenta que com o fim dos atuais contratos em 2021, o Estado e o governo federal não podem repetir o mesmo modelo implantado em 1998. “Os contratos vão acabar e nas próximas concessões e sinalizam que o Ministério de Transportes pretende adotar um modelo parecido ao do Paraná.  Por exemplo, querem fazer uma banda de descontos de 10%, 12% para vencer a licitação e pegar um contrato. Se isso acontecer, podemos ter novamente esse modelo perverso de pedágio”.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui