Ritmo do STJ 

(do jornalista Luiz Geraldo Mazza, na Folha de Londrina) – Aliados do governador paranaense viram na decisão do STJ, no caso do governador Fernando Pimentel, de Minas Gerais, que mesmo transformado em réu segue normalmente no exercício do seu mandato, uma evidência de que Beto Richa dificilmente será alcançado não só pela fraqueza das supostas provas como pelos ritos da corte.

Afinal, as acusações contra Pimentel são do tempo em que era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior da presidente Dilma Rousseff e segundo as quais teria favorecido a Odebrecht em novembro de 2016. De qualquer forma, a Corte Especial acolheu a denúncia da PGR por unanimidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui