Início Eleições Para Alvaro Dias, Senado não é para estagiários

Para Alvaro Dias, Senado não é para estagiários

Durante a sabatina com os candidatos a senador pelo Paraná, transmitida pela RPC, o senador Alvaro Dias (Podemos-PR) foi  direto nesta sexta-feira, ao afirmar que a atividade no Senado Federal é para político experiente e não para estagiários. Foi uma resposta ao candidato Sergio Moro (União Brasil)  que afirmou, nessa quinta-feira (22) que montará uma “lava Jato” no Congresso Nacional, sem, no entanto, saber as reais funções de um senador, ou seja, isso não é competência do Senado.

Alvaro deu a afirmação após ser questionado sobre votar contra o projeto que estabeleceria diretrizes em redes sociais, a chamada “Lei das Fake News”. O senador disse que votou contra porque, ao verificar a proposta, considerou que tinha pontos em aberto e “não era uma boa lei”.

Sobre ter experiência, Alvaro Dias, reafirmou que o “Senado não é para aprendizado e nem para estagiários. Tem que tem bagagem e experiência Política. É para o exercício da experiência”. Por isso, disse, “quero continuar no Senado para defender o fim do foro privilegiado, da corrupção e trazer mais recursos ao Paraná”.

“Eu tenho sido honrado com prêmios, como o de melhor senador do Brasil. Eu fui oposição em quase toda a minha trajetória, por isso nunca fui presidente do Senado. No sistema presidencialista, é sempre o presidente da República que acaba ‘elegendo’ o presidente do Senado”.

Perguntado sobre ter se oposto à CPI do MEC, que apuraria escândalos de corrupção no Ministério da Educação, o senador afirmou que a comissão serviria como “palanque eleitoral” e tinha o objetivo de atingir a imagem do presidente Jair Bolsonaro (PL). “O que tinha que ser investigado, a Polícia Federal já estava investigando”, disse. (Do ParanáPortal).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile