Início Política Guedes critica tempo do dólar baixo quando empregada doméstica ia à Disneylândia:...

Guedes critica tempo do dólar baixo quando empregada doméstica ia à Disneylândia: “Peraí”.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse avaliou na noite desta quarta-feira (12) , que uma taxa de câmbio mais alta é “boa para todo mundo” e que o dólar mais barato estava prejudicando as exportações e permitindo que “todo mundo” possa ir para a Disneylândia.

“Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vou exportar menos, em função de importações, turismo, todo mundo indo pra Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia, uma festa danada. Peraí”, comentou Guedes, durante fala Seminário de Abertura do Ano Legislativo da Revista Voto, em Brasília. O ministro incentivou os brasileiros a viajarem de férias mais dentro do País. “Vai para a Amazônia, para Foz do Iguaçu”, afirmou.

O dólar fechou nesta quarta em nova máxima nominal, a R$ 4,3510. O real já é uma das divisas com pior desempenho no mercado internacional, atrás somente da lira turca, enquanto o Ibovespa tenta segurar os 117 mil pontos. (De O Estado de S. Paulo).

 

5 COMENTÁRIOS

  1. E o pior que o eleitores desse desgoverno apanham que nem mulher de malandro e viciam e gostam de continuar apanhando e defendendo seus agressores, esse tapa na cara não é só para a empregada doméstica serviu para 90 % da população brasileira.

  2. Meu Deus do céu

    Tem gente que no só tem O Espírito de porco né

    No Netflix tem uma série The Messiah

    É bem isso, se Jesus viesse hj, o que ele diria sobre um ministro da Fazenda e uma empregada doméstica? De quem seria o reino dos céus?

    Tem um monte de gente que vira no bolsonaro,, que acha bem legal essas políticas públicas atualmente defendidas, e vai na missa domingo na cara de pau e comunga

    Tsc Tsc tsc

    O camelo vai passar no buraco da agulha, já tô vendo

  3. Qua, qua, qua. Gosto do Guedes! A cada dia ele dá um tabefe em alguma classe. É um tal de xingar funcionário público de parasita, querer “exportar” emprego de petroleiros, agora esculacha as empregadas domésticas, e por aí vai. Me divirto quando lembro de pessoas conhecidas que fazem parte dessas categorias, acreditaram cegamente que tudo ia mudar e estão tendo que aguentar isso. Um dia o povo aprende.
    Em tempo: não sou petista e nunca fui filiado a nenhum partido. Sou cético mesmo e procuro ser realista. Não se faz boa comida com ingredientes ruins…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile