Início memória Campeã da São Silvestre morre vítima de Covid-19 em Curitiba

Campeã da São Silvestre morre vítima de Covid-19 em Curitiba

Morreu, aos 52 anos, Roseli Aparecida Machado, ex-atleta olímpica e campeã da Corrida de São Silvestre. A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT) confirmou o óbito e informou que ela foi mais uma vítima da Covid-19.

Internada em Curitiba, Sueli estava intubada há duas semanas, mas não resistiu e às 5h05, desta quinta-feira (8), morreu.

Vencedora da edição de 1996 da São Silvestre, Sueli também representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de Atlanta, no mesmo ano.

Natural de Coronel Macedo (SP), Roseli cresceu em Santana do Itararé (PR). Começou a praticar atletismo aos 14 anos em Londrina  e destacou-se nas provas de longa distância. Em 1996, ficou em 22º lugar na prova dos cinco mil metros em Atlanta, após levar uma pisada no calcanhar na corrida, e foi campeã da São Silvestre, completando os 15 quilômetros do percurso no tempo de 52 minutos e 32 segundos.

A paulista teve de encerrar a carreira em 1997, por conta de uma cirurgia malsucedida, mas seguiu ligada ao esporte. Formou-se em Educação Física e se especializou em Fisiologia do Exercício, passando a trabalhar como treinadora de atletismo a partir de 2002. Atualmente, tinha uma pequena empresa no ramo da construção civil.

“Roseli teve uma história no atletismo brasileiro, venceu a São Silvestre, integrou a seleção brasileira, treinou nos Estados Unidos. Nós tínhamos uma grande amizade, fomos atletas pelo mesmo clube, treinamos juntos quando eu era juvenil, defendemos Londrina no começo das nossas carreiras. Estou muito sentido, vem as lembranças. Treinamos juntos na pista de Londrina quando era de saibro ainda”, declarou o presidente da CBAT, Wlamir Motta Campos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile