Bonifácios, há 200 anos quase sempre a favor

Escolhido para relatar na CCJ da Câmara Federal a segunda denúncia da PGR contra Temer, o deputado do tucano de Minas Gerais Bonifácio de Andrada tem 87 anos e descende de uma família que, de pai para filho, está no Congresso há quase 200 anos. Caberá a Andrada apresentar parecer sobre a denúncia, sugerindo a continuidade das investigações ou o arquivamento. Não haverá surpresa: o relator dirá que o processo contra Temer não deve ser autorizado pela Câmara.

Bonifácio está em seu décimo mandato e representa a quinta geração de um clã que começou a trajetória parlamentar em 1821, ainda nas Cortes Portuguesas, em Lisboa. Lá se vão 196 anos. Desde 1894 não houve uma legislatura sequer em que um Andrada tivesse ficado de fora do Congresso. Além de deputado, Andrada tem formação em jornalismo, Direito e atua como cientista político.

A notícia sobre a escolha de Andrada foi dada pelo presidente da CCJ, o também mineiro Rodrigo Pacheco (PMDB). “A escolha é minha em relação a essa relatoria, preservando os critérios de conhecimento jurídico, independência e seriedade. Andrada tem todas as condições de fazer um trabalho técnico em relação à relatoria dessa denúncia”, disse Pacheco.

Quando da primeira denúncia contra Temer, julgada em julho, Bonifácio de Andrada proferiu seu voto em plenário em favor de Temer.

Bonifácios, há 200 anos quase sempre a favorO tetravô do atual Bonifácio de Andrada foi ministro do Reino e dos negócios estrangeiros de janeiro de 1822 a julho de 1823. De início, colocou-se em apoio à regência de D. Pedro I. Proclamada a Independência, organizou a ação militar contra os focos de resistência à separação de Portugal, e comandou uma política centralizadora. Durante os debates da Assembleia Constituinte, deu-se o rompimento dele e de seus irmãos Martim Francisco Ribeiro de Andrada e Antônio Carlos Ribeiro de Andrada com o imperador. Em 16 de julho de 1823, D. Pedro I demitiu o ministério e José Bonifácio passou à oposição, o que não o impediu de, anos mais tarde, se tornar o tutor do futuro imperador, dom Pedro II.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui