Início Política Bolsonaro: jornalistas são “bundões” e têm mais chances de morrer de covid-19

Bolsonaro: jornalistas são “bundões” e têm mais chances de morrer de covid-19

Um dia após dizer que gostaria de “encher com uma porrada” a boca de um repórter do jornal O Globo, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (24), durante pronunciamento em evento com médicos em defesa da hidroxicloroquina no Palácio do Planalto, que jornalistas são “bundões”.

“Sempre fui atleta das Forças Armadas. Aquela história de atleta, que a imprensa gosta de tratar com deboche. Mas quando pega num bundão de vocês, a chance de sobreviver é bem menor. Só sabe fazer maldade e usar a caneta com maldade, em grande parte”, afirmou.

Bolsonaro discursou durante evento no Planalto, chamado “Brasil vencendo a Covid-19”  em defesa da hidroxicloroquina. O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, não participou, mas teve a presença do jornalista Alexandre Garcia, do deputado Osmar Terra (MDB-RS) e médicos defensores do uso precoce da droga.

Bolsonaro utilizou o termo “histórico de atleta” em março, em um pronunciamento em rede nacional de televisão e rádio, ao afirmar que, se contraísse o coronavírus, não precisaria se preocupar.

Nesse domingo (23), após ser questionado sobre os depósitos feitos por Fabrício Queiroz na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente agrediu verbalmente o repórter do GLOBO.

— Estou com vontade de encher a tua boca na porrada, tá? — disse Bolsonaro.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile