As revelações de um semi-analfabeto

(por Ruth Bolognese) – Se a gravação de mais de 4 horas da conversa do tal Joesley Batista e seu cúmplice foi enviada por descuido ao Ministério Público Federal, ele deve estar arrancando os cabelos fio por fio nessas últimas horas.

Execrado pela população como delator que levou todas as vantagens, o homem que emergiu daquela conversa é, na definição mais adequada ao personagem, “um escroto”. A começar pelos erros absurdos do português ruim, passando pela megalomania imbecil e a terminar na confissão machista, despudorada e desrespeitosa de adultério.

E aqui um parêntese: como uma mulher pode encarar um marido depois dele dizer que “está comendo umas velhinhas, de 50 anos, todas casadinhas”? A vida da “jornalista bonitona”, como a Ticiana Villas Boas se auto-define, não deve ser fácil.

Impressiona mais ainda imaginar que esse açougueiro aloprado foi escolhido pelos ex-presidentes Lula e Dilma, ao lado de Eike Batista, como o empresário que alavancaria (que palavra mais horrível, mas também adequada ao tema presente), a economia brasileira aqui e lá fora.

Ou, talvez, seja justamente esta escolha de ambos que explique tudo e mais um pouco.

My God!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui