Início Política Para Alvaro Dias, há certo desgaste da população em relação ao funcionalismo

Para Alvaro Dias, há certo desgaste da população em relação ao funcionalismo

O senador paranaense Alvaro Dias, líder do Podemos, disse nesta quinta-feira (3) ao blog O Antagonista que a chance de a reforma administrativa apresentada pelo governo federal ser aprovada no Congresso Nacional “é muito boa”.

Comentou que, “em primeiro lugar, porque, com ou sem razão, a verdade é que hoje há um certo desgaste da população em relação ao funcionalismo. Em segundo lugar, porque, na verdade, a reforma não é tão profunda assim, pelo menos neste primeiro momento.”

O parlamentar chamou atenção para o fato de a efetivação da reforma depender efetivamente da elaboração de outras leis. “Já que o projeto demorou tanto, seria ideal que o governo tivesse enviado um pacote mais completo”, ponderou.

O senador disse acreditar que temas como vínculos temporários e o fim da estabilidade para todos os servidores estarão entre os mais debatidos no Parlamento.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Sabe porque os funcionários públicos perdem o “TESÃO” no trabalho?. É quando são indicados um monte de assessores que vão mandar neles, sendo que a grande maioria não possui a qualificação adequada. Em vez de criticar, deveríamos rever a forma que eles são tratados. Os funcionários passam em concurso publico muitas vezes bem difíceis e depois de 3 a 4 anos perdem a vontade de trabalhar. Será que eles ficaram ruim de uma hora para outra ou aconteceu alguma coisa. É isto que temos que analisar. O que tem que mudar é a indicação de pessoas sem qualificação a torto e a direito.

  2. Psiu, senador. Tenho propostas a acrescentar: que tal proibir servidores de qualquer um dos poderes, de qualquer esfera, concursados ou não, de terem qualquer participação em campanhas políticas, mesmo fora do expediente, ainda que em férias ou em licença? Seja corajoso e proponha isso pra ver a “aceitação” que vai ter na classe política. E mais uma: proibir que o governante de plantão persiga um funcionário que, cumprindo seu dever, o tenha multado por, só como exemplo, estar pescando em local proibido. Que tal? São duas propostinhas, só pra começar. Porque a lista de questionamentos é bem longa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile