Início Curitiba “A política deve ajudar o progresso”, diz ex-vereador na Câmara de Curitiba

“A política deve ajudar o progresso”, diz ex-vereador na Câmara de Curitiba

Por videoconferência, aos 93 anos de idade, Nobutero Matsuda falou aos vereadores da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) nesta terça-feira (10). O convite para participar da sessão plenária partiu da Mesa Diretora da CMC, presidida por Tico Kuzma (Pros), dando início ao novo projeto do Legislativo de preservação da memória política da capital do Paraná. Matsuda foi o primeiro nikkei a ingressar na CMC, na década de 1960, sendo vereador por dois mandatos.

“A política deve ajudar o progresso do país”, disse, com firmeza, Nobutero Matsuda. Dirigindo-se aos parlamentares, desejou que todos comunguem de um “espírito comum”, orientado pela busca “dos ideais de progresso e de valorização do povo, na educação e na dignidade, para obtermos um futuro de contínuo desenvolvimento harmônico”. Afirmando ter saudades do seu período como vereador, o engenheiro civil, formado pela UFPR (Universidade Federal do Paraná) e fundador da Sociedade Cultura Nipo Brasileira de Curitiba, pontuou que as câmaras municipais são “a célula-máter da política”.

Oito leis – “Ser vereador é a iniciação plena da ação política, pois se vê mais de perto o povo. Os anúncios, as dificuldades e os problemas que a cidade enfrenta”, ponderou, enaltecendo o papel das câmaras municipais e sugerindo que todos políticos deveriam começar suas trajetórias neste cargo. Nobutero Matsuda agradeceu a deferência da Câmara de Curitiba pela oportunidade. “Nobutero Matsuda teve dois mandatos. O primeiro, substituindo Elias Karam, por duas ocasiões. Depois, foi eleito, [tendo mandato] de 1969 a 1972. Foi vice-presidente da CMC, é autor de oito leis municipais, recebeu a cidadania honorária de Curitiba é tio do ex-vereador Professor Matsuda”, destacou Kuzma.

Atual representante da comunidade japonesa na CMC, Nori Seto (PP) elogiou o trabalho do primeiro vereador nikkei de Curitiba. “Os imigrantes japoneses chegaram a Curitiba em 1910, mas só em 1964 tivemos um representante na Câmara Municipal. E [Nobutero Matsuda] chegou a ser vice-presidente, no biênio 1969-1970. Até hoje ele nos brinda com sua experiência, seus conhecimentos, sua vivência e seus sábios conselhos. Mesmo fora da política, ele continua participando da nossa comunidade, demonstrando sua vitalidade e alegria de viver”, elogiou.

No início, o presidente da CMC, Tico Kuzma fez uma homenagem ao ex-vereador João Gasparin Filho, com 96 anos, que não pode participar da sessão de hoje por motivos de saúde. Nascido em 1925, Gasparin Filho foi vereador de 1956 a 1959, na 3ª legislatura, tendo ocupado cargos na Mesa Diretora nesse período – segundo-secretário em 1957 e primeiro-secretário em 1958 e 1959. “Damos início hoje a uma iniciativa de resgaste da memória da Câmara Municipal e da cidade de Curitiba. Vamos receber, esporadicamente, durante as sessões, ex-vereadores e ex-vereadoras que fizeram parte de legislaturas passadas, como uma forma de agradecer o trabalho desenvolvido em prol da cidade”, explicou Kuzma.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile