Início Brasil Senadores retiram imputação do crime de genocídio a Bolsonaro

Senadores retiram imputação do crime de genocídio a Bolsonaro

Depois de uma reunião realizada na residência do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) na noite dessa terça (19), em Brasília, os integrantes do G7 da CPI da Covid resolveram retirar do relatório final os pedidos de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro pelos crimes de homicídio qualificado e genocídio de povos indígenas.

Diante disso, no relatório final serão imputados nove crimes ao presidente da República: crime de epidemia, infração de medida sanitária, charlatanismo, incitação ao crime, falsificação de documento particular, emprego irregular de verbas públicas, prevaricação, crime contra a humanidade e crime de responsabilidade.

As informações foram confirmadas pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM). No relatório final, também deve ser retirada a imputação do crime de advocacia administrativa ao senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ). Outra alteração é a possível exclusão de Robson Santos da Silva, secretário de Saúde Indígena, da lista de indiciados.(De O Antagonista).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile