TJ devolve tarifa técnica ao valor contestado pelo TCE

Depois de ter sido reduzida a R$ 3,79 por decisão do Tribunal de Contas tomada em agosto passado, a tarifa técnica volta a partir de hoje a R$ 4,03. Este é o valor que a prefeitura repassa às concessionárias do transporte coletivo por passageiro – que por sua vez paga R$ 4,25 a cada vez que atravessa a catraca.

A tarifa técnica voltou a subir após decisão do Tribunal de Justiça que, nesta segunda-feira, anulou a tomada pelo TCE. A diferença de 24 centavos será reembolsada às empresas desde a data em que tarifa foi reduzida. O TJ atendeu a recursos impetrados pelas concessionárias e pela própria prefeitura.

Agora só falta o prefeito cumprir a promessa de que, com este valor, as frota de ônibus da cidade será renovada. Com o que, no entanto, as concessionárias continuam não concordando.

2017-11-14T16:48:32+00:00 14 novembro - 2017 - 13:40|Política|2 Comentários


2 Comentários

  1. Eduardo Pereira 14 de novembro de 2017 em 14:18 - Responder

    Onibus no Rio R$ 3,40 por decisão do TJ (era R$3,60 e baixou).. Onibus em Niteroi: R$ 3,90 com direito a onibus novo, ar condicionado, tv , wi-fi. e carregador usb.
    O rei das empresas de onibus do RJ esta em cana pois ajudou muito mais do que devia os politicos locais e os de Curitiba ganharam novo patrono na figura tosca do greca que esta ali para defender os interesses das pouquissímas familias que mandam e desmandam no setor vital do transporte publico.
    To esperando o sindiicatyo inerte dos motoristas e cobradores brigar a favor da população e contra isso, mas ai tambem e quere demais, né.

  2. luizito das torres 14 de novembro de 2017 em 16:43 - Responder

    Então na realidade o que foi noticiado hoje, de uma renovação de frota onde um termo de ajuste seria ou já foi assinado, entre Município e empresas, não passou de algo que foi decidido pela Justiça e não de um acordo feito pelo prefeito.
    Se as empresas concordarem, parece que não, tem os atrasados e é muita grana.
    Diante disso e com a ladainha de que não tem recursos para nada, como a prefeitura vai quitar este atraso.
    Aumento de imposto ou uma nova tábua de salvação para não reajustar salários dos servidores, claro tudo em benefício da população.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixar Um Comentário

%d blogueiros gostam disto: