Romanelli acha que sabe quem o atacou

O deputado Luiz Cláudio Romanelli tem fortes suspeitas de qual teria sido a fonte dos vídeos e textos que o associaram a uma carga de maconha apreendida no Mato Grosso do Sul num caminhão que levava a inscrição de uma suposta empresa transportadora de nome Romanelli. Ele fez a afirmação durante discurso que pronunciou há pouco na Assembleia Legislativa defendendo-se da enxurrada de mensagens que inundou as redes sociais neste fim de semana incriminando-o como autor/mandante do tráfico.

Não deu nome aos suspeitos, mas pôde observar que as mensagens que se reproduziram aos milhões sobre a apreensão do caminhão se parecem muito com outras de que foi vítima, semanas atrás, quando fez pronunciamento e votou contra o projeto “Escola sem partido”.

Como não pode ter certeza, deixou nas mãos da Delegacia de Crimes Cabernéticos a tarefa de seguir as pegadas deixadas pelos endereços eletrônicos de onde foram disparadas as mensagens caluniosas.

A propósito: os deputados fizeram fila na sessão desta segunda-feira da Assembleia para pronunciamentos e apartes em desagravo e solidariedade com o colega Romanelli deixando de lado as divergências políticas.

2017-11-14T08:30:08+00:00 13 novembro - 2017 - 17:30|Política|0 Comentários


Deixar Um Comentário

%d blogueiros gostam disto: