Pensadores tucanos pedem distância de Temer

Os intelectuais tucanos Bolivar Lamounier, Edmar Bacha, Elena Landau, Luiz Roberto Cunha e Persio Arida divulgaram na noite desta segunda-feira (6) um manifesto por meio do qual apoiam a candidatura do senador Tasso Jereissati, que ocupa a presidência do PSDB interinamente, ao comando definitivo do partido em substituição a Aécio Neves.

Além disso, o documento defende o rompimento do partido com o governo Michel Temer, que poderá ser formalmente investigado por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça a partir de 1º de janeiro de 2019, quando deixa o mandato presidencial. A iniciativa coincide com a manifestação, em artigo publicado neste fim de semana, em que o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso pede o fim da parceria com Temer.

No manifesto, os signatários fazem ressalvas à questão ética do governo. “Mais do que nomes ou correntes partidárias, o que está em jogo é a postura que se requer do partido diante do Governo Temer. O PSDB deve aprovar as reformas que modernizem o Brasil, independentemente de quem as envie ao Congresso ou as proponha. Mas não deve participar de um governo que não parece ter se comportado de acordo com os preceitos éticos na condução dos assuntos de interesse público”, diz a introdução do documento, que elenca uma série de “ideias e princípios” tucanos.

2017-11-07T10:10:51+00:00 07 novembro - 2017 - 08:20|Brasil, Paraná, Política|1 Comentário


Um Comentário

  1. Eduardo Pereira 7 de novembro de 2017 em 09:52- Responder

    Como diria o Velho |Guerreiro,: “Vai para o Trono ou Não Vai?”…Vou considerar como uma licença poetica chamar esta galera que operou no governo fdhc e deixou o Brasil quase tão de 4 como agora, a ponto do mesmo fenômeno de 2002 estar quase que acontecendo: a eleição do Lula. Com os votos de protesto da mesma classe media que tinha sido tão espoliada naquela época como agora.
    So o psdb mesmo pra tentar se desvincular do temer mas apoiar tudo o que ele fizer , com qual desculpa mesmo? ah “modernizar o Brasil”.
    Pena que esta “modernidade” tucana tenha sido derrotada nas ultimas 4 eleições e precisou dar asas ao tucano aecio pra detonar tudo e colocá-los no poder sem voto.
    os que querem comodamente saida do governo que vão contnuar apoiando são os que aliviaram o temer e o aecio no Congresso

Deixar Um Comentário

%d blogueiros gostam disto: