Denúncia na CCJ: tudo muito devagar

Pelo andar da carruagem, a votação da segunda denúncia contra Temer – que inclui também os ministros Elizeu Padilha e Moreira Branco – só deve terminar amanhã. A sessão começou às 10h33. Cada membro da comissão tem 15 minutos para discursar (são 66 titulares e 66 suplentes). Deputados que não são membros da comissão também têm 10 minutos para falar, e cada advogado terá 20 minutos para o pronunciamento final.

O governo está otimista. Antes do início da sessão, o deputado Carlos Marun, líder da tropa de choque de Temer, reforçou o discurso de que a base governista tem confiança que a denúncia será arquivada. “Vamos derrotar essa denúncia tanto na CCJ como no Plenário”, disse. Marun afirmou que a expectativa é que a denúncia seja votada em plenário na próxima semana.

2017-10-17T15:22:24+00:00 17 outubro - 2017 - 12:41|Brasil, Política|0 Comentários


Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixar Um Comentário

%d blogueiros gostam disto: