Lava Jato ganha prêmio

Enquanto passa por um vendaval de contestações, principalmente pelos métodos que utiliza e pelo protagonismo político de seus condutores, o Ministério Público Federal ganha prêmios internacionais pelo trabalho que faz na Operação Lava Jato. O chefe da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, o procurador Deltan Dallagnol, fica animado – mas nem por isso se declara candidato em 2018.

O trabalho do Ministério Público Federal (MPF) no combate à corrupção foi premiado no GIR Awards 2017 na categoria Enforcement Agency or Prosecutor. A premiação é realizada anualmente pela Global Investigations Review (GIR), uma agência internacional de notícias jurídicas relacionadas a grandes investigações. As informações foram divulgadas pela Procuradoria.

Neste ano, o prêmio foi concedido ao MPF pelos resultados da Operação Lava Jato e concorria com a vencedora em 2016 Serious Fraud Office, agência inglesa de persecução em casos complexos de fraude, suborno e corrupção.

É a segunda vez que a atuação da Procuradoria brasileira é reconhecida pelo GIR Awards, que elege espontaneamente os vencedores sem protocolos de inscrição. Em 2015, o trabalho de persecução realizado pelo MPF foi premiado na mesma categoria.

2017-11-07T09:56:34+00:00 07 novembro - 2017 - 09:00|Brasil, Paraná, Política|0 Comentários


Deixar Um Comentário

%d blogueiros gostam disto: