2000: a pegadinha que derrotou Vanhoni

O ex-vereador e ex-deputado estadual e federal pelo PT paranaense, Ângelo Vanhoni, foi por duas vezes candidato a prefeito de Curitiba. No ano 2000 concorreu contra Cassio Taniguchi (PFL), que disputava a reeleição. Vanhoni estava disparado nas pesquisas e venceria o segundo turno se… se não tivesse caído numa “pegadinha” que o adversário lhe pregou no primeiro debate promovido pela Band Curitiba. Daí em diante, o uso seguido da imagem na campanha, no horário gratuito do TRE, desgastou a candidatura de Vanhoni e garantiu a reeleição de Taniguchi. Veja abaixo o registro do fato em análise Gazeta do Povo no ano de 2012:

“Logo depois do primeiro turno, Vanhoni até aparecia na frente nas pesquisas eleitorais. No Datafolha de 5 de outubro, o petista tinha 56% das intenções de voto, contra 36% de Taniguchi. A diferença foi caindo nas semanas seguintes e, na véspera da decisão, os dois apareciam empatados com 46% cada.
 
“Pegadinha” do Procel
Há quem atribua esse recuo de Vanhoni a um deslize cometido no primeiro debate do segundo turno. Uma “pegadinha” de Taniguchi com a sigla Procel (Programa Nacional de Economia de Energia Elétrica) deixou o petista sem palavras. Des­­conhecendo o que era o Procel, Vanhoni ficou gaguejando atrás de uma resposta. O trecho foi replicado à exaustão nos programas eleitorais de Taniguchi. ( Gazeta do Povo em 2012) “
2017-10-16T15:55:08+00:00 12 outubro - 2017 - 09:00|Do baú, Paraná, Política|1 Comentário

Um Comentário

  1. Adelino 12 de outubro de 2017 em 10:35- Responder

    Não creio que isso tenha feito a diferença. Vanhoni sempre perdeu para ele mesmo. Aconteceu a mesma ciisa quando disputou com Beto Richa em 2004. Saiu com mais de 50% nas primeiras pesquisas quw apontavam possibilidade de vencer em primeiro turno. Vanhoni sempre foi um cavalo paraguaio. Na ultima eleiçao, para vereador, fez pouco mais que 2 mil votos.

Deixar Um Comentário

%d blogueiros gostam disto: